Se você não sabe que caminho escolher, então qualquer um serve. Será verdade?

Atualizado: 25 de Set de 2019


Às vezes fico pensando nas práticas educativas que deram certo e aquelas que deram errado e me pergunto: Qual é a melhor abordagem para o ensino de Anatomia? Seria focar no conteúdo, dando ênfase na descrição densa "seca" da matéria? Deveria ser mais rígido e autoritário, dono da verdade e do conhecimento absoluto na tentativa de representar uma postura em que o próprio Galeno aprovaria?

À medida que o tempo passa, amadurecemos e adquirimos novos olhares que só o tempo é capaz de esculpir, como um olho de peixe que enxerga tudo o que está em sua volta.

Escolher uma abordagem, um método de ensino não é tarefa fácil. Devemos ficar atentos para não acharmos que o "nosso" método, a "nossa" prática é a melhor, apenas porque tem funcionado assim durante anos. O exercício da prática docente é desenvolvido no dia a dia junto com os alunos, na vivência, nas aventuras e desventuras, no prazer de contar novas histórias e de revelar novas escritas, no sabor incomensurável do presente, fitando o passa-do e o futuro. São centelhas de experiências diferentes lançadas na tela da vida, costuradas em cada olhar, da linha que vai do começo ao fim.

É preciso estar pronto para ser surpreendido, a todo tempo. Escolher uma prática de ensino é parafrasear o bordão hollywoodiano: "Não é você quem escolhe a prática é ela que escolhe você". Conhecer a si próprio e compreender que a aquisição de novos saberes está associada a uma jornada contínua e permanente de aperfeiçoamento. Esta é a chave para abrir todas as portas e deixar entrar novos olhares e experiências.



Portanto, não devemos ficar presos ou resignados à leitura somente da primeira página de uma história única. É preciso entender e interiorizar que escolher um caminho (prática ou metodologia) não significa terminar contando os últimos tijolos amarelos como fez Dorothy Gale em O Mágico de Oz. Há tantos caminhos a serem percorridos e práticas a serem reveladas e experimentadas, até mesmo em uma disciplina tradicional e histórica como a Anatomia de Galeno e Vesalius, reflexo da escola de Hipócrates, Herófilo e Erasistrato. Devemos estar dispostos a mudar a postura, o comportamento e permitirmo-nos sermos surpreendidos por nós mesmos e pelos outros. Isso é reelaborar conceitos já adquiridos.

Revisão: Ilza Horaida Santucci Vivas de Moraes


15 visualizações

BIOLIVRO | biolivro.com.br

CNPJ: 33.594.423/0001-36

e-mail: biolivro@biolivro.com.br

Métodos de pagamento